sábado, 19 de junho de 2010

Diário de um Sonhador


Sete Sois
e Sete Luas
fizerem esse universo
um amontoado de vidas

Inventaram o Tempo
Inventaram a Saudade
para passarmos dias menos amargos

Esqueça este rascunho
é apenas uma visao menor
de um sonho que alguem teve
numa terça feira qualquer
Foi apenas o barulho do vento
 que soprou estas palavras
e trouxe chuva, frio
um velho livro
coisas esquecidas
e um velho disco de Jazz

............................



4 comentários:

Love and Peace, or else... disse...

Profundo. Seria mentira minha, dizer que não sei o que dizer pois faltam-me palavras? Foi como ler algo belo e abstrato... Que só se pode entender, lendo.
Boa tarde!

Functional Electronic Humanoid disse...

Saudade deixa um gosto de meio-amargo. Na minha opnião. Aquele gosto que fica no final da lingua, sabe? Que mesmo você bebendo toda água do mundo... Não sai.
(E continua...)

Marcio Nicolau disse...

Gostei.

Anitha disse...

Bela homenagem ao mestre.
Acredito que vc saiba o que ele e sua obra significam para mim.

Feliz fds