terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Na Probabilidade do Acaso

com o fogo
que percorre
eu esquento sua casa
e seu precioso leite derramado
em caso de duvidas
chame que sou chama antiga

4 comentários:

Kézia Lôbo disse...

adorei a poesia...
Vim fazer uma visitinha..
Adorei..

♥Fabi♥ disse...

Oi, encontrei seu blog em uma comunidade no orkut e passei pra conferir... É ótimo , bacana mesmo , parabéns !!! Estou te seguindo bjs ^^

Ana ® disse...

Hummm... chama antiga então não foi apagada? interessante o poema!

luiz scalercio disse...

cara eu queria ter o
dom vc tem pra
escrever as poesias
prbns.
gostei de td que esta
escrito.