segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

O Pescador



La vai ele
Com o rosto de sempre
Com as mãos calejadas
Na jornada continua

No caminho das águas
Seguem muitos constantemente
Em busca do sustento
E da sua própria sobrevivência

Jogar a rede e esperar
É assim todo dia
Uma hora eles aparecem
Jogar a rede e esperar

São muitos
Que do oficio vivem
Não tem sonhos ou virtudes
Só sussurram e bebem
E jogam as redes

6 comentários:

Mandy disse...

Aii que lindo seu blog !
Ameeei o poema do outro post me chamo Amanda e eu fiquei boba com aquele poema!
Parabéns de verdade!
Seu blog tá ótimo !
passa no meu
www.mypinksecrets.blogspot.com

Tatiane Trajano disse...

Um pescador de palavras, é esse o seu oficio? =)

Gostei muito do blog!


www.balaiodenoca.blogspot.com

Aline Cristina. disse...

Lindo blog !!!

Parabéns !!!

Fay disse...

bonita imagem que criei aqui, no imaginário.. por favor, faça o favor de prosseguir. favoritei.

e amei isso, bela metáfora:

Jogar a rede e esperar
É assim todo dia
Uma hora eles aparecem
Jogar a rede e esperar

:)

, suzigan disse...

Escreve muito bem !
;D
vo passa aqui sempre pra ler

:)

beijomeliga ;*

Horácio Salgado disse...

Nem só de peixe vive o homem, mas também de máquina.