quarta-feira, 10 de junho de 2009

Dia Doze



Se tem uma data que causa problema é o doze de Junho.sofre todo mundo. Quem tem alguém sofre por causa de uma opção para escolher o presente para o amado. Quem não tem ninguém, reclama e faz ilusões como seria feliz e perfeito esse dia , com passeios , muitos beijos, afagos daqui e o dia inteiro pela frente, ah como é bom e gratuita a ilusão. Pois bem , estavam em uma longa fila para o restaurante no dia doze de Junho aquele fictício casal, ambos muitos alegres e cheios de vida.

 Ele usando seu melhor perfume e roupas, especialmente para aquela ocasião. Ela, como qualquer uma dominada pela paixão, estava enfeitada com colares, brincos, pulseira e ademais acessórios indispensáveis para uma mulher que faz questão de passar e demonstrar a outras de sua espécie que é a mulher mais amada daquela noite e que a inveja das outras seja sua vitoria, mais acima de tudo , com muito amor e classe. Apos feito o pedido da refeição, ele repara que ela não para de olhar para ele.



-Será que ela desconfia de algo, pensa ele.
- Você não me engana seu patife, te conheço de outros carnavais, pensa ela após lançar um simpático sorriso de ponta a ponta, Te adoro , queria que esse dia nunca acabasse, me beija.

 O restaurante esta lotado por outros casais, apesar de algumas diferenças de idade , quase todos fazem os mesmos gestos, teve ate pedido de casamento com direito a tele mensagem e tudo , e os aplausos foram muitos , mas esse foi um caso isolado, pois a maioria eram apenas namorados e casos extraconjugais, mas ai já é outra história,voltemos aos namorados. De mãos dadas começam a parte das juras de amor, Diz que me ama, Te amo, Mentira, Que eu morra se estiver, Te quero , Me beija, O que vão querer para sobremesa senhores.

Tudo é perfeito e harmonioso naquele momento, as musicas, o ambiente, as propagandas ate a conta é motivo para sorrir.

-Ufa, enfim Sós.
- Pois é, Ainda bem que ela não desconfia de nada ( pensa ele )
- Se pensa que deixei barato esta muito enganado espere e vera ( pensa ela )
- Na minha ou na sua.
- Tanto faz me, me surpreenda,
-Acho que vou ter que entrar na internet pra avisa a outra ( pensa ele ).
- Espere e vera seu patife ( pensa ela).

 A luz se apaga com uma musica ao som de Roberto Carlos embala a noite. Do outro lado do apartamento, um homem jovem , mas decaído pela emoção do momento, escreve o seu livro sobre o caminho da felicidade que será um dos mais vendidos no mundo. Próximo, uma mulher com uma barra de chocolate chora por espaço vazio no sofá. Um andar acima, dois adolescente de..... anos descobrem a fúria e a curiosidade que emana nos seus corpos jovens bem ali na....e os pais dela no restaurante.

4 comentários:

Carlos Eduardo Freitas disse...

Felizmente passou e hoje é 13/06, voltemos a nossos rotineiros dramas particulares, rê rê!

Ahh, adotei seu post, agora adota um meu também, tenho três a sua escolha:

Blog de Fantasia

http://outerzone1.blogspot.com

Blog de Horror

http://zonacrepuscular1.blogspot.com

Blog de sátira corporativa:

http://habilis1.blogspot.com

Abs do Edu a todos!

Blog da Satine disse...

muito bom! me sinto akela comendo chocolate e chorando no espaço do sofá, no andar de cima!

Thaís disse...

Muitoo bom o textoo, pura verdade..


Bjinhusss

Midori disse...

Bem escrito=)