quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Esferiográfica ( o pedido)




Adequado
Seria eu falar das mentiras
Inventadas para os outros viverem

Impróprio acho
Uma palavra morrer
No fundo de uma gaveta

Por favor
Se gostas da palavra
Não jogue esta caneta

6 comentários:

Armindo Kehl disse...

Belo...

Meire disse...

mto bom.

Rosele disse...

Excelente!
Abraços,
Rosele

TanyLe disse...

Olá Robson...
vi teu blog na comunidade e o nome me chamou a atenção.
Olha...tem coisas muy boas.
Ficarei por aqui. :)
Prazer em conhecê-lo!

[BeejO]

Annie disse...

E jamais largar a caneta!
Muito bom o seu blog! Adorei =D
Também sou escritora,e apesar de não levar jeito para a poesia,adoro lê-las,e as suas são incríveis!
Parabéns!

Aline Diedrich disse...

Não, a caneta não pode deixar de ser utilizada e as palavras merecem se tornarem poesias assim...