quarta-feira, 2 de setembro de 2009

O chiado de Maria

Maria chiava sem frescura
Porque lá todo mundo chiava
Mas ela voou para outros lugares
Em busca de alegria.

Aonde chegava todos falavam
De onde veio esse chiado?
Maria sorria e respondia
Mas questionava esse chiar

Eles riam e apontavam
Maria não entendia
Por que falam tanto do seu chiar?
Só porque chiava diferente?

Por um tempo Maria parou de chiar
Mas viu que era bobagem
Pois seu chiar fazia parte dela
E fez canto do seu chiar

Muitos o admiraram
E começaram a falar
Surgiram outros chiados
Pois cada canto chia seu lugar

3 comentários:

Jenny Paulla disse...

Xxxxxxiiiiiiiiiiiiii...
Pois chiado tb tem é xiii de silêncio!Que todas as Marias nunca segurem seus chiados por aqueles que só aprenderam esse onomatopéia incólume e opressora.Que todos os chiados irritem aqueles que tanto querem silêncio...Pq a humanidade precisa disso.Nós precisamos gritar nossos chiados incessantemente,pq é a nossa única chance de sermos ouvidos.=)
lindo !!!

dodoka disse...

estou curioso em ouvir isso. vi que você toca violão, então... por quê não?
parabéns!

Meire disse...

E quando eu falava 'tia', eles diziam que parecia uma panela de pressão, que eu chiava: 'tchia'.